Uma plataforma EXCLUSIVA para você encontrar as melhores clínicas de recuperação do BRASIL!
Drogas

Metanfetamina: tudo que você precisa saber sobre a droga

10 de junho de 2021
Metanfetamina: tudo que você precisa saber sobre a droga

A metanfetamina foi bastante utilizada na Segunda Guerra Mundial por soldados para melhorar a performance e o desempenho.

Afinal, sob o efeito dessa droga, eles se sentiam bem mais ativos e menos fadigados, com o raciocínio acelerado e uma forte sensação de poder.

No entanto, após a guerra, os efeitos foram logos percebidos, especialmente as crises de abstinência que acarretarem em complicações mentais.

Em razão da complexidade dessa substância e os seus efeitos, abaixo está tudo que você precisa saber sobre a metanfetamina. Confira!

O que é?

A metanfetamina faz parte das drogas anfetaminas, assim ela estimula o cérebro e seu uso prolongado causa várias complicações, dentre elas ansiedade excessiva e até mesmo transtorno de personalidade.

O seu uso é ilícito, fazendo parte da mesma categoria da heroína, por exemplo. No Brasil, esta droga é também denominada de speed ou cristal.

Por ser uma substância sintética, ou seja, é produzida em laboratórios, ela assume vários formatos, como pó, comprimido ou cristais.

Então, a depender da maneira que a droga está, ela pode ser fumada, injetada, inalada ou até mesmo ingerida.

Como acontece com boa parte das drogas, a metanfetamina primeiramente age como um estimulante, porém ela é altamente forte e viciante, causando danos instantâneos no organismo.

Em caso de dependência química, o usuário passa a aumentar cada vez mais o consumo dessa substância, uma vez que apenas a ingestão dela sana os efeitos colaterais.

Como é feita a metanfetamina?

A metanfetamina é uma droga feita em laboratório, sendo derivada da anfetamina e pode ser obtida por meio da manipulação da efedrina, uma substância que se faz presente em remédios para resfriados e gripes.

Então, a droga se apresenta em formato de pó branco, cristalino, inodoro e tem sabor amargo, que é solúvel em líquidos e, como já dito, é utilizada de diversos modos, sendo ingerida ou até mesmo injetada.

Quais são os efeitos causados?

A metanfetamina traz uma série de efeitos para o organismo, já que ela acentua os neurotransmissores cerebrais de forma expressiva, como dopamina e serotonina.

Efeitos imediatos

Logo após o seu consumo, o usuário passa por uma série de sensações ilusórias, como:

  • Euforia;
  • Capacidade de comunicação melhor;
  • Extroversão;
  • Muita energia.

Além disso, alguns outros efeitos são percebidos nos órgãos, em especial no aparelho cardiovascular, onde a frequência cardíaca se acelera e a pressão arterial é elevada.

Em doses elevada, a metanfetamina ainda pode resultar:

  • Irritabilidade;
  • Inquietação;
  • Perda de consciência;
  • Ataques de pânico.

Em situações mais graves, pode causar convulsões e levar ao óbito o usuário por insuficiência cardíaca ou derrame cerebral.

Efeitos de longo prazo

O uso prolongado dessa substância pode acarretar em efeitos sérios a longo prazo, como:

  • Redução do peso;
  • Desnutrição;
  • Alterações psicológicas graves.

Indivíduos que utilizam a metanfetamina por um período mais longo, quando interrompem o consumo, apresentam crise de ansiedade e depressão.

Outros sintomas também são percebidos, como:

  • Distúrbios do sono;
  • Aparência envelhecida;
  • Danos cognitivos.

Conclusão

Os danos causados pela metanfetamina exigem a busca pelo apoio profissional o quanto antes, uma vez que o vício pode comprometer a qualidade de vida do usuário, levando até mesmo ao óbito.

Blog

Benefícios do Exercício Físico na Recuperação do Abuso de Substâncias

Benefícios do Exercício Físico na Recuperação do Abuso de Substâncias

Não é nenhum segredo que se exercitar pode fazer maravilhas em sua saúde física e mental.

Como internar dependente químico ou alcoólico pelo plano de saúde?

Como internar dependente químico ou alcoólico pelo plano de saúde?

Uma das maiores dúvidas de quem está buscando tratamento para si ou para algum familiar, é se o plano médico cobre ou não todo o tratamento, pois os valores cobrados nessas situações são extremamente altos.

Dependência de Álcool e Cirrose no Fígado

Dependência de Álcool e Cirrose no Fígado

O vício em álcool é uma doença incapacitante e debilitante que afeta tanto mentalmente quanto fisicamente os indivíduos que sofrem com isso.

Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

Iniciar uma conversa com alguém sobre seu vício em drogas nunca é fácil, mas é importante que venha de um lugar de acolhimento e compreensão.