Uma plataforma EXCLUSIVA para você encontrar as melhores clínicas de recuperação do BRASIL!
Dependente Químico

Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

18 de maio de 2022
Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

Iniciar uma conversa com alguém sobre seu vício em drogas nunca é fácil, mas é importante que venha de um lugar de acolhimento e compreensão.

Lembre-se, ninguém se propõe a se tornar um viciado. O abuso de drogas é muitas vezes uma tentativa equivocada de lidar com questões dolorosas ou problemas de saúde mental.

Além disso, o estresse tende a alimentar o comportamento viciante, então criticá-lo, humilhá-lo ou envergonhá-lo apenas afastará seu ente querido e poderá até encorajá-lo a buscar mais conforto no abuso de substâncias.

Descobrir que alguém que você ama tem um problema com drogas pode gerar sentimentos de choque, medo e raiva, especialmente se for seu filho ou alguém bastante próximo.

Essas emoções fortes podem tornar a comunicação com um usuário de drogas ainda mais desafiadora. Portanto, é importante escolher um momento em que ambos estejam calmos, sóbrios e livres de distrações para conversar. Ofereça sua ajuda e apoio sem julgar e siga essas dicas:

Não demore

Você não precisa esperar que seu ente querido chegue ao fundo do poço – ser preso, perder o emprego, sofrer uma emergência médica ou se humilhar publicamente – para falar. Quanto mais cedo um vício for tratado, melhor.

Expresse suas preocupações honestamente

Enfatize que você se importa com a pessoa e está preocupado com o bem-estar dela.

Ofereça exemplos específicos do comportamento relacionado às drogas de seu ente querido que o deixou preocupado – e seja honesto sobre seus próprios sentimentos.

Escuta ativa

Mesmo quando você não concordar com a pessoa, reserve um tempo para ouvir o que ela tem a dizer, sem tentar argumentar ou contradizê-la.

Quanto mais seu ente querido se sentir ouvido, mais ele o verá como alguém que o apoia, alguém em quem pode confiar.

Além disso, você pode enxergar situações que não teria visto anteriormente sob a perspectiva da pessoa.

Ofereça a eles informações sobre como eles podem lidar com seu problema com drogas

seja ligando para uma linha de apoio, conversando com um médico ou conselheiro, entrando em um programa de tratamento, indo a uma reunião de grupo ou um programa de 12 passos como Narcóticos Anônimos.

Esteja preparado para a negação

Seu ente querido pode ficar na defensiva ou com raiva e se recusar a discutir o uso de drogas.

Muitas pessoas sentem vergonha quando confrontadas com seu comportamento e tentam negar que têm um problema. Não discuta com eles, apenas revisite a questão outra vez.

Evite tentar dar sermões, ameaçar, subornar ou punir a pessoa. Ficar com raiva ou fazer apelos emocionais provavelmente só aumentará os sentimentos de culpa do usuário e reforçará sua compulsão ao uso.

Não espere que uma única conversa resolva o problema

Esta provavelmente será a primeira de muitas conversas que você precisará ter sobre o uso de drogas do seu ente querido.

Fato é que não há solução rápida para superar o vício. Pode levar várias conversas até que eles reconheçam que têm um problema, o primeiro passo no caminho para a recuperação.

 

Se você ou algum ente querido está precisando de tratamento para se livrar desse vício de forma eficiente e constante, as Clínicas de Recuperação podem ser uma opção muito satisfatória, afinal, trabalham com profissionais habilitados e que atuam em conjunto para que os pacientes sejam autônomos ao se livrar da dependência.

Clique e encontre a clínica mais próxima de você!

Blog

Benefícios do Exercício Físico na Recuperação do Abuso de Substâncias

Benefícios do Exercício Físico na Recuperação do Abuso de Substâncias

Não é nenhum segredo que se exercitar pode fazer maravilhas em sua saúde física e mental.

Como internar dependente químico ou alcoólico pelo plano de saúde?

Como internar dependente químico ou alcoólico pelo plano de saúde?

Uma das maiores dúvidas de quem está buscando tratamento para si ou para algum familiar, é se o plano médico cobre ou não todo o tratamento, pois os valores cobrados nessas situações são extremamente altos.

Dependência de Álcool e Cirrose no Fígado

Dependência de Álcool e Cirrose no Fígado

O vício em álcool é uma doença incapacitante e debilitante que afeta tanto mentalmente quanto fisicamente os indivíduos que sofrem com isso.

Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

Como ter uma comunicação eficiente e respeitosa com dependentes químicos?

Iniciar uma conversa com alguém sobre seu vício em drogas nunca é fácil, mas é importante que venha de um lugar de acolhimento e compreensão.