1. O que significa cleptomaníaco? (Data: 14/03/2017)

O que significa cleptomaníaco?

O que significa cleptomaníaco?

A cleptomania é um transtorno mental que tem como principal característica a compulsão por roubos e furtos, por isso chamada também de "roubo patológico". O indivíduo cleptomaníaco não segue nenhum tipo de padrão ou razão lógica para realizar os furtos. Os objetos roubados podem não ter valor nenhum e nem mesmo ser mantidos; o cleptomaníaco pode até mesmo se livrar deles, dá-los ou acumulá-los sem propósito. A sensação de realizar o ato é de grande satisfação e alívio, visto que foram observados altos níveis de tensão acumulados antes de cada furto.

Para que a cleptomania seja diagnosticada, geralmente são avaliados fatores como a resposta emocional dos cleptomaníacos aos furtos, o fracasso em resistir ao impulso, e a dissociação do ato com qualquer tipo de sentimento (como raiva ou vingança). Os episódios também devem ser desassociados de outros transtornos mentais, mas é comum que a cleptomania também esteja acompanhada de condições como distúrbio de ansiedade, distúrbio bipolar ou outros. O diagnóstico deve ser feito por um profissional, mas é importante que a família e os amigos do cleptomaníaco reconheça os sinais para que o indivíduo seja levado para atendimento e futuro tratamento.

Para observar os sinais, é necessário reconhecer os diferentes tipos de cleptomania - ou, para ser mais preciso, as diferentes atuações do cleptomaníaco. Os episódios de furto podem ser esporádicos (breves e com um longo período de abstinência), episódicos (longos e com curtos períodos de abstinência) ou crônicos (furtos constantes e com pouca abstinência). É comum que o indivíduo não seja descoberto por muito tempo, e que tenha dificuldades em admitir a seriedade de sua condição. Essa é, na verdade, a principal razão para a demora do diagnóstico e do início do tratamento.

O tratamento da cleptomania consiste em diferentes tipos de terapias, comportamentais ou até farmacológicas, dependendo do caso. O acompanhamento psicológico é o principal, mas cada paciente pode ser orientado a combinar diferentes tipos de tratamento, conforme for melhor aplicado. No caso de uso de medicamentos, os mais indicados costumam ser antidepressivos e ansiolíticos. Todo o tratamento é oferecido em diversas clínicas de recuperação de todo o Brasil.